segunda, 27 de junho de 2011

Determinantes Sociais de Saúde: qual sua importância?

Políticas que priorizem os Determinantes Sociais de Saúde podem auxiliar no combate às iniquidades.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, os Determinantes Sociais de Saúde são as condições sociais em que as pessoas vivem e trabalham. Podemos dizer, também, que é o conjunto de fatores relacionados ao nosso dia a dia que podem influenciar na nossa saúde, como moradia, trabalho, alimentação, educação, acesso aos serviços de saúde, entre outros.

A importância cada vez maior dos Determinantes Sociais de Saúde vem do fato de que, atualmente, o conceito de saúde não se restringe apenas a ausência de doenças e males físicos, mas também a diversos fatores de ordem social, econômica e cultural. Além disso, o Brasil tenta incorporar às suas práticas de saúde um modelo de atenção voltado à promoção, proteção, recuperação e reabilitação da saúde, cujo marco foi o movimento da reforma sanitária.

Estudar os Determinantes Sociais de Saúde é fundamental para a criação de políticas e diretrizes com vistas à melhoria das condições de saúde da população.

No Brasil, o Ministério da Saúde criou a Comissão Nacional sobre Determinantes Sociais da Saúde, em 2006, com objetivo de atuar na produção e disseminação de conhecimentos sobre os determinantes sociais, na elaboração e execução de políticas e programas e na mobilização da sociedade civil.

Além disso, estudos e políticas nesta área contribuem para promover uma tomada de consciência sobre as iniqüidades de saúde que ainda persistem na sociedade. Uma das formas de combatê-las é baseada em intervenções sociais.

Os profissionais e estudantes da área da saúde precisam conhecer mais sobre a saúde e seus determinantes sociais, para que possam atuar como sujeitos ativos na sociedade e que suas ações sirvam para melhorar as condições de vida e saúde das pessoas.

Fonte: InstitutoSalus.com

Compartilhe: